Temporal derruba árvores e destelha casas em Roncador.

O temporal causou estragos e deixou prejuízos no município.

A chuva acompanhada de um forte vendaval que atingiu a cidade de Roncador, na região de Campo Mourão, na tarde desta quinta-feira, 31, causou estragos e deixou prejuízos no município. Várias árvores caíram na cidade e na rodovia PR239, que liga o município a Nova Cantu e casas foram destelhadas. Apesar dos estragos, não há registro de pessoas feridas, conforme a Defesa Civil.

A estrutura de madeira foi arrancada com a força do vento. O telhado, que é de zinco ficou retorcido.

Caiu também uma árvore de grande porte no interior do cemitério municipal, que já estava todo preparado para receber os visitantes no Dia de Finados (neste sábado). A árvore caiu sobre o muro da frente que desabou. Equipes da prefeitura estão trabalhando na limpeza do local e remoção da árvore.

Há registro de danos ainda na área rural. Na comunidade do Rio Azul, por exemplo, um barracão de uma propriedade rural ficou completamente destelhado. Equipes do setor de Obras e Ação Social do município estão a campo fazendo um levantamento detalhado dos danos.

     De acordo com informações, o volume de chuva registrado na cidade nesta tarde foi de 35 milímetros. “Ainda não temos detalhado a proporção dos estragos, mas houve danos. Teve queda de árvores dentro da cidade e nas rodovias ao entorno”, comentou o bombeiro civil Pedro Gronkoski. Segundo ele, a Defesa Civil recebeu vários chamados de moradores solicitando o fornecimento de lonas. “Estamos prestando toda assistência a quem nos aciona”, frisou.

De acordo com o meteorologista do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), Cezar Gonçalves Duquia, o temporal que atingiu Roncador foi causado por um aglomerado de nuvens de uma frente fria que oscila na região Oeste e Centro Oeste. “Em várias regiões do Paraná há o risco de temporais nesta tarde”, falou Duquia. Segundo ele, há risco de tempestades em vários municípios da região de Campo Mourão.

     As estações meteorológicas automáticas do Simpear indicaram valores altos de ventos, acima dos 70 km/h em várias regiões atingidas por tempestades. “Em Roncador não sabemos precisar a velocidade do vento porque não temos estação meteorológica neste município”, falou.

     Além de vendavais, a região corre o risco de ser atingida ainda por tempestades de raios e até granizo, conforme Duquia. “O tempo está bastante instável e as condições climáticas atuais favorecem a formação de tempestades”, alertou. (Walter Pereira/Tribuna do Interior)

Comentários