Barbosa Ferraz: Morador infectado com Covid descumpre isolamento e é detido pela polícia.

Homem foi encontrado pelos policiais e levado de volta para casa

Fonte: Tribuna do Interior

Uma situação revoltante e de desrespeito ao próximo foi registrada no município de Barbosa Ferraz. Um morador com diagnóstico positivo para coronavírus (Covid-19), desrespeitou o isolamento, circulando normalmente na cidade, colocando em risco a saúde de outras pessoas.

Ao saber da situação, o setor de Fiscalização da prefeitura acionou a Polícia Militar (PM), que saiu a captura do mesmo. O caso foi registrado nessa segunda-feira (10). "Este cidadão foi flagrado pela população circulando na cidade enquanto deveria estar em casa até ser curado. Imediatamente nossas equipes acionaram a Polícia Militar que o localizaram", comentou o prefeito da cidade, Edenilson Miliossi (Cidadania). O comportamento do morador causou revolta nos moradores.

O homem foi localizado pela fiscalização e PM e levado de volta para casa. Caso ele descumpra novamente o isolamento, responderá criminalmente, podendo até ser preso. "Já fica o alerta, quem cair no mesmo erro será responsabilizado. Não podemos aceitar tamanho descaso em um momento como o que estamos passando", avisou Miliossi.

Segundo o prefeito, a Secretaria de Saúde tem monitorado os moradores infectados com coronavírus que devem cumprir o isolamento ligando aos pacientes em casa. "E mesmo assim alguns tentam achar um jeito de driblar a fiscalização e descumprir o isolamento. Uma atitude irresponsável e inaceitável", ressaltou.

O município de Barbosa Ferraz chegou a 957 casos confirmados de coronavírus e 25 óbitos. Somente nessa segunda-feira mais três vidas foram perdidas para o vírus. Os casos suspeitos são 28, enquanto pacientes curados, 758. Pessoas com o vírus ativo ainda são 174. 

"Estamos passando por um momento muito preocupante. A região como um todo vem registrando um número muito elevado de novos casos. Estamos tomando todas as medidas para conter a disseminação do vírus. Precisamos da ajuda da população", pediu Miliossi.

Ele disse que alguns moradores estão pedindo lockdown, fechamento completo da cidade. "Mas não vamos adotar a medida neste momento. Nossa economia não pode mais ser penalizada por irresponsabilidade de alguns. Agora se a população não fizer a sua parte não teremos para onde 'correr'", disse o gestor.

Para conter a disseminação do vírus, Miliossi baixou novo decreto na última sexta-feira (7), com restrições mais rígidas até o dia 17 deste mês. As celebrações religiosas presenciais estão suspensas. No período, bares e lanchonetes poderão atender somente até às 18 horas, de segunda-feira a sábado. Aos domingos somente delivery. Restaurantes poderão servir somente de segunda a sábado, até às 20 horas e domingo até às 13h30. Fora este horário somente por delivery. Já os mercados não poderão funcionar aos domingos (dias 9 e 16).

Todas as modalidades esportivas praticadas em grupo e as de contato, bem como as presenciais, como bailes, shows, apresentações artísticas, culturais, circos, exposições, leilões, entre outras, estão proibidas.

Academias de ginástica poderão funcionar com limitação de clientes e distância de dois metros de cada aparelho. Já os velórios deverão ser de curta duração de tempo, no máximo 5 horas, e com a presença máxima de 10 pessoas no local. Quem morrer de covid, não poderá ter velório.

O não cumprimento das medidas culminará em advertência para regularização. E se persistir, aplicação de multa no valor de R$ 1.000,00 e em dobro em caso de reincidência, além de cassação do alvará de funcionamento

Comentários